Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Perguntas Frequentes

Guias técnicos

Você teve algum problema e quer saber como resolver? Selecione abaixo a linha de seu interesse:

Linha AnjoPrint

  • A Anjo possui tintas para Flexografia e Rotogravura?
    Sim. A AnjoPrint possui um portfólio completo para ambos os sistema.
  • Existem normas a serem seguidas para atendimento ao mercado de embalagens?
    Para o atendimento a alguns setores no mercado de tintas para impressão, principalmente no ramo de alimentos, se faz necessário estar em conformidade as exigências de alguns órgãos reguladores para a comercialização de produtos. Sendo assim, os produtos comercializados pela AnjoPrint detém baixos teores de toxicidade, estando de acordo com às exigências dos seguintes órgãos e normativas: ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): Rege níveis de metais pesados para embalagens de alimentos e que possam ter contato com crianças, bem como a migração em embalagens plásticas destinadas a entrar em contato com alimentos; FDA (Food and Drug Administration): Norma Americana que rege alimentos e fármacos quanto a toxicidade; ABRE (Associação Brasileira de Embalagens): Lista de Exclusão por toxicidade para tintas e solventes de impressão; EUPIA (European Printing Ink Association): Lista de Exclusão Europeia por toxicidade para tintas e solventes de impressão.
  • O que é a linha Anjo Eon?
    A Anjo Eon é a primeira linha de tinta para impressão de alta performance universal do Brasil, utilizada para trabalhos nas mais variadas estruturas de embalagens, sejam elas laminadas ou monocamadas. A Anjo Eon resiste a baixas temperaturas, umidade, gorduras animais e agentes alcalinos, além de possuir umas das maiores forças de laminação do mercado. A Anjo Eon possui em sua composição solventes propílicos que proporcionam uma tensão superficial que otimiza a transferência da tinta ao substrato, como também promove uma taxa de evaporação mais equilibrada, diminuindo assim as correções de viscosidade e secagem durante o processo e gerando economias pelo seu excelente desempenho. O equilíbrio proporcionado pelos solventes propílicos também diminui drasticamente a necessidade de uso de solventes retardadores em processo, eliminando o risco de problemas de retenção de solvente e blocking.
  • O que é Flexografia?
    É um processo de impressão gráfico que usa o conceito de impressão por relevo, onde o objeto de impressão para a transferência da tinta para o substrato é um fotopolímero (clichê). Essa tecnologia é utilizada para imprimir em uma diversa gama de filmes flexíveis plásticos e filmes de papéis, onde sua principal aplicação se dá no mercado de embalagens alimentícias. Tintas líquidas base água e base solvente são os sistemas mais comuns para essa aplicação, seguidos de tintas por cura UV (Ultravioleta) ou EB (Electro Beam).
  • O que é o SETA e quais são seus benefícios?
    SETA é o Sistema Eletrônico de Tintas Anjo. É um software desenvolvido pela AnjoPrint para gerenciar todas as informações do In’Plant. O programa apresenta linguagem popular e de fácil manipulação pelos usuários. É composto por algumas ferramentas que são: FISPQ (Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos), Manual do Software, Boletins Técnicos e Guia Técnico de Tintas. Dentre seus benefícios pode-se citar: rastreabilidade dos componentes, fórmulas e retorno de máquina; gerenciamento de custos; repetibilidade das cores trabalhadas; disponibilidade do software em rede; biblioteca de informações técnicas; atualizações de novas versões sem custo e via internet; possibilidade de comunicação com outros programas; emissão de etiqueta personalizada; relatórios de custos, rastreabilidade e histórico de produção.
  • O que é o Sistema In’Plant e quais são seus benefícios?
    É um sistema de produção in loco que a Anjo Tintas proporciona aos clientes customização, qualidade e o gerenciamento das tintas formuladas nos próprios clientes. O In’Plant é uma unidade compacta e pode ser facilmente adaptado aos espaços disponíveis para a produção de tintas. Tem como objetivos fazer todo o gerenciamento das tintas utilizadas e monitorar com maior eficiência os retornos de máquina (recuperação) e os estoques, através do sistema SETA. São vários os benefícios promovidos ao cliente pelo In’Plant, os principais são: produção no momento desejado, capacitação técnica dos profissionais, redução de tempo de máquina parada, reutilização dos retornos de máquina, redução do estoque de tinta, maior repetibilidade na produção de tintas.
  • O que é retenção de solvente?
    A retenção de solvente ocorre quando há o uso inadequado ou excessivo de solventes retardadores em processo, aliado a ineficiência da secagem de máquina. A análise de retenção de solventes é baseada na norma NBR 13058 de fevereiro de 2003 e consiste na análise através de cromatografia gasosa para identificação e quantificação dos solventes retidos na embalagem impressa, sendo expresso o teor residual por mg/m2. O valor de 20mg/m² é o máximo adotado pelo mercado de embalagens.
  • O que é Rotogravura?
    Rotogravura é um processo de impressão também chamado de sistema de baixo relevo, pois a imagem na matriz permanece em relevo mais baixo que a superfície do cilindro. Ao contrário da Flexografia que o objeto de impressão é um fotopolímero, na Rotogravura a matriz de impressão é constituída por um cilindro de cobre, cromado e gravado com a imagem que se deseja imprimir. Esse processo é indicado para impressões de grandes tiragens em alta velocidade, com a vantagem de se obter impressos com qualidade e definição de imagem excelentes sobre todo tipo de material. Os principais campos de atuação do sistema Rotogravura são para impressão de jornais e revistas, embalagens flexíveis e rígidas.
  • O que é uma tinta HColor?
    Tinta HColor é uma classe de tintas de alta concentração e alto rendimento. Geralmente suportam uma diluição máxima de 30% a 40%, dependendo das necessidades e especificações de cada cliente. A classe de tintas HColor estão disponíveis em todas as linhas da AnjoPrint.
  • Pode-se misturar linhas diferentes de tintas para o reaproveitamento do retorno de máquina?
    Não. Algumas linhas de tintas possuem incompatibilidade entre si, derivada da diferença entre as estruturas químicas dos polímeros. Além disso, seu desempenho e resistência podem ser comprometidos.
  • Quais as linhas que a Anjo possui em seu portfólio?
    A Anjo possui um portfólio completo de linhas para estruturas laminadas e monocamadas em Flexografia e Rotogravura para as mais diversas finalidades, atuando principalmente no ramo de embalagens alimentícias. As principais linhas são: - AnjoBag: indicada para impressão de sacolas de supermercados e conveniências. - AnjoCereal: indicada para embalagens que necessitam de resistência a óleos vegetais como embalagens de arroz, fubá, oleaginosas e cereais em geral. - AnjoIce: indicada para embalagens que necessitam de resistência a baixas temperaturas e umidade, bem como resistência a gordura animal como bebidas lácteas, aves abatidas, leite e derivados, entre outros. - AnjOH: indicada para embalagens que necessitam de resistência a produtos alcalinos como sabão, desinfetantes, alvejantes e água sanitária. - AnjoNylon: indicada para embalagens de laticínios e embutidos que sofrerão um processo de cozimento (Cook in) como mortadelas, presuntos e defumados. - AnjoRaf: indicada para filmes de polipropileno trançado (ráfia) para acondicionamento de rações animais, grãos, cereais, entre outros. - AnjoShrink: indicada para embalagens de PE, PVC e PET termoencolhíveis. - AnjoTech: indicada para embalagens que necessitam de elevada resistência mecânica e química como sacarias de fertilizantes valvulados, argamassas e rejuntes. - AnjoFlex: indicada para estruturas laminadas convencionais em polipropileno (PP), polietileno (PE) e polipropileno biorientado (BOPP) com boa força de laminação. - AnjoLink: indicada para estruturas laminadas mais elaboradas em poliéster (PET) e filmes metalizados com excelente força de laminação. Para mais informações consulte a nossa linha completa de produtos e documentação técnica no site.
  • Quais insumos são responsáveis por promover resistências físico-químicas à tinta?
    As principais propriedades de resistências físico-químicas das tintas são promovidas pelas resinas/polímeros. São elas as responsáveis pela junção dos demais elementos da tinta, funcionando como veículo, e também pela caracterização das linhas de tinta, oferecendo as resistências necessárias para uma determinada aplicação. Além das resinas, algumas propriedades são determinadas ou otimizadas através do uso de aditivos, como resistência à abrasão, aumento ou redução do COF (coeficiente de atrito), adesão, entre outros.
  • Quais os benefícios dos solventes propílicos?
    A utilização de solventes propílicos como diluente em tintas de impressão trazem uma série de benefícios ao processo. Como possuem uma taxa de evaporação mais equilibrada, reduzem pela metade os ajustes de viscosidade e secagem da tinta, proporcionando melhor estabilidade ao processo. Outro ganho vem de encontro a otimização da molhabilidade e transferência da tinta, visto que essa classe de solventes mantém a tensão superficial da tinta equilibrada com o passar do tempo. Além disso, a utilização de solventes propílicos reduz drasticamente a necessidade do uso de retardadores, eliminando problemas como tack residual, blocking e retenção de solventes na embalagem.
  • Qual a importância dos pigmentos nas tintas?
    Além de conferirem cores às tintas, os pigmentos são responsáveis por algumas propriedades de resistência, sendo elas resistência à migração, resistência a solventes e agentes alcalinos e solidez à luz.
  • Qual o melhor thinner para o processo de impressão de embalagens?
    O thinner deve ser escolhido e adequado a estrutura dos solventes presentes nas tintas e estas também devem prever uma distribuição equivalente para otimizar sua resolubilidade e promover melhor estabilidade ao sistema. Composições com taxas de evaporação mais equilibradas também proporcionam ganhos em processo, como rendimento e redução de ajustes da tinta em máquina. A condição climática da região também deve ser levada em consideração para a escolha do thinner mais apropriado, evitando assim problemas com a secagem dos produtos e absorção de umidade.
  • Toda linha de tintas para laminação pode ser convertida para monocamada (externo) com o uso do Aditivo Conversor Slip?
    Não. Algumas tintas são balanceadas de forma a otimizar a aderência ao substrato e aumentar a força de laminação do produto, sendo exclusivas para esse tipo de aplicação. Como consequência dessa otimização, a propriedade de resistência externa à abrasão pode ser prejudicada, tonando inviável a conversão.